Ilha do Campeche: um lugar que você não pode deixar de ir

Ilha do Campeche

A Ilha de Campeche é uma região que tem um belíssimo patrimônio arqueológico e um rico ecossistema, formado por costões e morros cobertos pela Mata Atlântica. Por esses motivos ela se tornou um dos pontos mais conhecidos de Florianópolis e recebe a visita de moradores e turistas de diversas regiões e idades.

Além da natureza preservada, a ilha tem praia com água cristalina, com uma cor que varia entre verde e turquesa, e poucas ondas, ideal para o passeio com as crianças e para quem gosta de fazer trilhas subaquáticas.

Está programando uma visita à cidade e deseja conhecer a Ilha de Campeche? Então, continue a leitura e veja nossas dicas sobre o local!

Por que a Ilha de Campeche é um patrimônio histórico?

Estima-se que a primeira aparição humana na ilha tenha ocorrido por volta de 2 a 5 mil anos atrás. As heranças deixadas por essas pessoas estão gravadas nas pedras, em diversas figuras rupestres presentes no local.

Na região, há sítios arqueológicos, oficinas líticas (locais para polimento de instrumentos em pedra da época pré-colonial) e figuras rupestres com símbolos geométricos, imagens que lembram flechas e máscaras, entre outras características.

Devido à importância arqueológica e histórica, a Ilha de Campeche foi considerada patrimônio arqueológico e paisagístico do Brasil e tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN) em 2000. O tombamento reduziu os danos causados nas décadas anteriores pela exploração desordenada da área e pelo excesso de turismo.

Antes de se tornar uma área de preservação, a ilha chegou a ter roças de feijão, batata-doce, mandioca e milho. Além disso, foi utilizada para a caça, o que causou a proliferação de quatis, que são vistos até hoje.

Quais são as atrações do local?

A ilha tem apenas uma praia, a Praia da Enseada. Ela encanta os visitantes com a areia fina e branca e com águas cristalinas que lembram as do Caribe. Essa transparência favorece o mergulho e as trilhas subaquáticas. Acompanhados de profissionais, os visitantes podem admirar a rica fauna marinha do local.

Trilhas na Ilha de Campeche

Também é possível fazer trilhas terrestres pela região. Elas devem ter o acompanhamento de um guia ambiental e é necessário pagar uma taxa de visitação que varia entre R$15,00 e R$35,00. Veja abaixo as características de cada uma delas:

Trilha do Letreiro

O percurso dura cerca de 30 minutos e tem grau de dificuldade médio, com trechos de subida. O melhor é usar tênis e roupas leves. Durante o trajeto, os visitantes poderão ver algumas das inscrições rupestres da ilha, além de ter uma vista panorâmica da costa leste — ótima para admirar a paisagem e tirar lindas fotos.

Trilha da Pedra Fincada

Essa trilha tem um percurso mais leve e, assim como a anterior, tem cerca de 30 minutos de duração. A caminhada, que levará até o ponto mais alto da Ilha de Campeche, será feita em meio à Mata Atlântica.

Trilha da Pedra Preta do Sul

Essa é mais um opção de trilha na Ilha de Campeche. Ela tem grau de dificuldade médio e cerca de 50 minutos de duração. A trilha da Pedra Preto do Sul é realizada na parte leste e passa por mirantes e por costões rochosos com algumas figuras rupestres.

Trilha Volta Norte

Essa trilha exige um pouco mais de preparo e disposição. Ela tem grau de dificuldade alto e duração de aproximadamente 2 horas. O percurso tem início na costa norte da ilha e passa ainda pela Pedra Fincada e Pedra Preta do Sul, além de trechos com inscrições rupestres e oficinas líticas.

Trilha da Pedra do Vigia

A Pedra do Vigia tem esse nome, pois na época em que a caça de baleia era autorizada, um vigia ficava nesse local para avisar os caçadores sobre a presença do animal. Por estar em um ponto alto, a trilha tem grau de dificuldade um pouco maior e cerca de 40 minutos de duração.

O esforço da caminhada é recompensado pela vista, uma vez que da Pedra do Vigia você conseguirá avistar a costa sudeste de Florianópolis, onde estão localizadas regiões como Matadeiro e Lagoinha do Leste. Durante o percurso também é possível visitar um dos sítios arqueológicos da ilha.

Como é a estrutura para receber os turistas?

Apesar de receber inúmeros turistas, por se tratar de uma área de preservação ambiental, o local tem uma estrutura simples, sem grandes serviços como saneamento, lixeiras, postos de salva-vidas etc. Tal fato requer muita consciência do visitante que deve recolher todo o lixo que produzir no local e levar embora no trajeto de volta.

A Ilha de Campeche não conta com uma variedade gastronômica e tem apenas um restaurante e um quiosque, ambos com funcionamento apenas durante o verão. Uma boa opção é levar água, sucos, lanches e frutas e aproveitar o ambiente para fazer um piquenique.

Como chegar à Ilha de Campeche?

Para chegar na Ilha de Campeche o turista deve ir a um dos pontos de onde saem as embarcações autorizadas a fazer o traslado até o local. O transporte é feito por agências de turismo e associações de pescadores e pode variar de 15 minutos a 1 hora e 30 minutos, dependendo do ponto de partida.

A travessia, geralmente, acontece diariamente na época de alta temporada. Já durante a baixa temporada, é preciso entrar em contato com as empresas responsáveis para conferir a disponibilidade do serviço. Os turistas devem ir e voltar na mesma embarcação e o tempo de permanência na ilha é de 4 horas.

Confira a seguir a diferença de cada trajeto.

Praia do Campeche

Esse é o ponto mais próximo da Ilha de Campeche e o trajeto é feito por botes infláveis. A viagem dura cerca de 15 minutos e pode depender das condições climáticas.

Praia da Armação

A Praia da Armação fica no sul de Florianópolis e o percurso entre o local e a Ilha do Campeche é  feito em barcos de pescadores. Os barcos saem do pier na ponta da praia e o trajeto dura aproximadamente 40 minutos.

Barra da Lagoa

Outra opção é fazer a travessia saindo da Barra da Lagoa. O trajeto nesse caso é um pouco mais longo, feito em cerca de 1 hora e 30 minutos. A viagem é realizada em escunas, que partem do píer na ponta da praia da Barra da Lagoa, e o passeio é repleto de belas paisagens.

Por se tratar de um patrimônio, e que deve ser preservado, o acesso à ilha é limitado a 800 pessoas por dia. Por isso, faça o passeio somente com empresas autorizadas. Essas são as principais características da Ilha de Campeche. Agora que você já conhece um pouco mais sobre esse belíssimo local, é só preparar a bagagem, finalizar o seu roteiro de viagem e pegar a estrada.

ilha do campeche passeios

Leia também nosso post sobre turismo sustentável para aproveitar melhor a visita a esse patrimônio histórico.

Deixe um comentário