Saiba como evitar que as crianças sintam enjoo em viagem

O enjoo em viagem é um problema conhecido por muitas famílias e costuma ter diversas causas, como alta velocidade, má alimentação e cansaço. A sensação afeta pessoas de todas as idades, sendo mais comum entre bebês e crianças.

Felizmente, há uma série de cuidados que os pais podem ter antes e durante os trajetos para evitar que os pequenos fiquem indispostos. Veja alguns neste post e descubra como tornar os passeios mais agradáveis!

Limite o consumo de líquidos e alimentos

Ficar com o estômago cheio pode potencializar a sensação de mal-estar. Por isso, o ideal é evitar excessos no dia da viagem. Abasteça o interior do veículo com garrafinhas de água e ofereça pequenos goles às crianças.

Ingerir líquidos em poucas quantidades ao longo do trajeto ajuda a manter o corpo hidratado sem causar enjoo. Com relação à comida, evite frituras e preparos com muito sal. Lanches leves e feitos com frutas, castanhas ou pão integral são perfeitos.

Mantenha o veículo arejado

Altas temperaturas tendem a piorar os sintomas causados pela indisposição. Portanto, ao viajar em dias quentes, é fundamental ter cuidado redobrado com a ventilação dentro do veículo.

O ambiente interno pode ficar mais fresco com a ativação do ar-condicionado ou com a abertura das janelas. Você também consegue amenizar a sensação de abafamento ao vestir os pequenos com roupas leves e curtas (regatas, shorts, bermudas).

Ajuste o banco da criança

Outro fator que pode causar enjoo em viagem é o posicionamento incorreto da cadeirinha ou do banco. O ideal é reclinar o encosto levemente, de modo a não deixá-lo reto (sentido vertical) nem muito inclinado (formando uma diagonal).

Também é importante providenciar um apoio para a cabeça da criança, como um travesseiro ou almofada de pescoço. Esses suportes evitarão movimentações laterais que tendem a causar dores de cabeça e as temidas vertigens.

Ofereça distrações

Quem viaja ao lado da janela costuma ficar mais enjoado justamente por observar a paisagem com o carro em movimento. Assim, uma maneira de evitar o problema é gerar distrações com brincadeiras e atividades divertidas.

Os pais podem aproveitar um passeio de férias para testar os conhecimentos adquiridos na escola, por exemplo. Vale propor que as crianças apontem a quantidade de veículos que encontraram em determinado trajeto, a cor que predominou entre os carros, e demais desafios.

Faça várias paradas

Prever mais pausas que o normal é uma estratégia interessante para amenizar tonturas, dores de cabeça e outros sintomas desagradáveis das viagens. Por isso, incentive as crianças para que desçam em todas as paradas, mesmo que não queiram.

Esses momentos devem ser aproveitados para ir ao banheiro, esticar as pernas e até como distração (observar produtos, pessoas, paisagens). Sempre escolha bons estabelecimentos para que a família aproveite cada segundo até chegar ao destino.

Se mesmo após os cuidados a criança apresentar mal-estar com vômito, não se desespere! Procure um local seguro para estacionar e, de preferência, equipado com banheiro para lavar o rosto do pequeno. 

Em seguida, troque-lhe a roupa e converse com ela para que fique calma. Explique que enjoo em viagem é comum e não culpe ninguém pelo ocorrido. Quando estiver melhor, ofereça-lhe um pouco de líquido e só então retorne à estrada.

Viu como simples atitudes reduzem esse tipo de problema em viagens? Aproveite e compartilhe o post em suas redes sociais para orientar outras famílias!

 

Deixe um comentário