O bleisure é o futuro das viagens corporativas? Entenda aqui

Você já ouviu falar em bleisure? O termo é a junção das palavras “business” (negócio) e “leisure”  (descanso) e está relacionado ao fato de unir uma viagem de negócios com lazer, ou seja, o útil e o agradável.

Essa tendência está crescendo nos últimos anos e um dos principais motivos é que ela se tornou atrativa para profissionais que realizam viagens a trabalho e que desejam conhecer melhor o destino.

Quer entender como o bleisure funciona e como ele pode ser vantajoso para os profissionais e para a empresa? Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Como o bleisure funciona?

A ideia do bleisure é que a pessoa utilize a viagem a trabalho para esticar a estadia e aproveitar alguns dias de lazer no local.

Se o compromisso profissional for acontecer entre terça-feira e quinta-feira, por exemplo, o visitante poderá prolongar a permanência até domingo para fazer passeios pela cidade, visitar museus, ter novas experiências, entre outras opções.  

Nesse estilo de viagem, a empresa arca com os custos relacionados ao período de trabalho e o viajante fica responsável pelo pagamento das despesas extras com diárias e alimentação e da diferença no valor da passagem, por exemplo.

Em algumas situações, pode acontecer até de o profissional levar a família para aproveitar os dias após os compromissos de trabalho. Nesse caso, os custos também serão de responsabilidade dele. Ainda assim, costuma compensar visto que as despesas dele já serão cobertas pela empresa.

Quais as vantagens para as empresas e os profissionais?

O bleisure ganhou adeptos em diversas partes do mundo. Um estudo da Global Business Travel Association (GTA), realizado em 2016 nos EUA, mostrou que 36% dos viajantes corporativos que participaram da pesquisa já haviam feito uma bleisure trip.

As vantagens desse tipo de viagem são diversas. Para o profissional, o passeio se torna mais econômico, já que ele não precisará arcar com todos os custos da viagem. Além disso, ele conseguirá descansar entre um trabalho e outro e apreciar melhor o destino.

O bleisure também é positivo para a empresa, que terá profissionais mais dispostos, produtivos e motivados devido aos dias de descanso e de lazer. Além disso, a adoção dessa estratégia mostra que a organização valoriza e se preocupa com o bem-estar dos funcionários, o que contribui com a retenção e a atração de talentos.

Como aplicar o bleisure nas viagens corporativas?

A empresa que deseja investir no bleisure para melhorar a motivação e a qualidade de vida da equipe deve incluir essa modalidade na política de viagens corporativas. Assim, os funcionários e executivos conseguirão entender como funciona, qual o prazo para extensão da viagem, como separar os gastos profissionais e os pessoais, entre outras regras.

Além disso, ao organizar a viagem corporativa, você pode selecionar hotéis que já oferecem serviços para viajantes bleisure, unindo a infraestrutura de um hotel de negócio com atividades de lazer. Também é importante definir a forma de pagamento das diárias e despesas extras.

Uma recomendação importante para a empresa é buscar o apoio de agências que oferecem roteiros turísticos personalizados e que conseguem se adequar a essa modalidade, separando as atividades de lazer do período de trabalho.

O bleisure está modificando as viagens corporativas e tem se mostrado vantajoso para os trabalhadores e para a empresa. Por isso, fique atento a essa tendência.

Gostou do texto? Quer conhecer outros estilos de viagens? Confira nosso próximo artigo e descubra os motivos para investir em viagens de incentivo.

Deixe um comentário